in ,

Padre Fábio de Melo faz primeira tatuagem e fala sobre preconceito; veja

O padre Fábio de Melo surpreendeu os seguidores ao compartilhar nas redes sociais um registro da sua primeira tatuagem.

Aos 49 anos, o religioso marcou na pele uma abelha e a batizou com o nome de Ana, o mesmo de sua mãe. Na legenda do click, o padre explicou o intuito do desenho.

“Ela tem apenas 2 cm. Obra de arte criada e executada pelo meu amigo @fernandoshimizu. Dei a ela o nome de Ana, o mesmo de minha mãe. Tudo começou com uma abelha que ficava pousando em mim, durante as lives das missas dominicais. Uma minha, outra na @zizafernandes. Quem vem acompanhando já me ouviu falando sobre elas. Será meu sinal. De um tempo difícil, mas também bonito. De reclusão, de vida interior, de buscas e realizações silenciosas. O poeta tem razão: ‘Abelha fazendo mel vale o tempo que não voou’”, escreveu.

O padre recebeu diversos elogios de celebridades e anônimos e um em especial chamou atenção, no qual o seguidor falava sobre a desmargarinização da tatuagem nos meios religiosos. Fábio respondeu o seguidor e viralizou novamente na web.

“Oh, meu querido, também já estive do lado dos que marginalizam as aparências. Recordo-me que na Jornada Mundial da Juventude, na França, vi um padre todo tatuado. Abominei. Peço a Deus todo dia que nunca me permita reassumir os velhos erros”, respondeu Fábio.

DE FORMA PIONEIRA, ASSEMBLEIA LANÇA CAMPANHA EM AMBIENTE VIRTUAL

Despedida! Família de Gésio Amadeu fala sobre morte do ator