Início Site Página 740

[ACORDÃO] Rosalba poderá indicar o vice de Carlos Eduardo ao Governo do Estado

Por Robson Pires – A chapa para o pleito majoritário de 2018, já está quase definida, entre os partidos: PDT, PMDB e DEM, que contará com a candidatura a Governador, do atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo e para concorrer as duas vagas na Câmara Alta do Congresso Nacional, os atuais senadores: Garibaldi Filho e José Agripino Maia, e a vaga para o cargo de Vice-governador, será uma indicação da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, incluindo assim o PP na coligação partidária.
*Do Blog do Robson Pires

Governador da Paraíba garante pagamento de salários e prêmios do funcionalismo

0
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) anunciou que irá pagar 13°, 14° e 15° salários para educação e pagamento de prêmios.
“Vou pagar prêmios para educação, segurança, para quem atingir metas de desempenho”, comentou.
Ricardo garantiu que, apesar de não ter dinheiro acumulado em caixa, os salários do funcionalismo estão garantidos.
“Vou pagar os salários e o 13º em dia. Não tem dinheiro sobrando, mas também não está faltando”, finalizou.
*Informações extraídas do WSCOM

“Fátima Bezerra destruiu a economia do Rio Grande do Norte”, afirma empresário

Do Portal Agora RN – O empresário Gustavo Negreiros culpou a senadora Fátima Bezerra (PT) e “seus indicados” pelos resultados que foram divulgados neste domingo, dia 12, por Aldemir Freire, chefe da Unidade Estadual do IBGE no Estado potiguar, nas redes sociais: o Rio Grande do Norte foi o estado com os piores índices da indústria do Nordeste entre 2002 e 2014 – época em que o PT governava o Brasil.
Nos gráficos publicados pelo IBGE, o RN aparece como lanterna nos índices da indústria do Nordeste entre 2002 e 2014, apresentando, em alguns setores, retração. Conforme os gráficos, o Rio Grande do Norte cresceu cinco vezes menos do que o penúltimo colocado (Ceará). O estado potiguar cresceu seis vezes menos do que a média nacional; 26 vezes menos que a Paraíba, e cresceu 33 vezes menos do que o Piaui, campeão nordestino, no período avaliado.
“Vou desenhar o que aconteceu com o RN entre 2002 a 2014. Órgãos fiscalizadores da União no Estado passaram a ser controlados pela então deputada Fátima Bezerra, nos governos de Lula e Dilma. Começaram a tratar empresários como bandidos, afugentaram investimentos, perseguiram, abraçaram o atraso como ideologia, chegaram ao ponto de propor a implosão dos hotéis da Via Costeira. Essa cambada destruiu a economia do RN, só quem não tinha opção investia aqui. Esse estudo é importantíssimo, demonstra o grau de hostilidade que os indicados da hoje senadora Fátima tratavam quem queria o progresso do RN”, escreveu Negreiros em seu perfil no Instagram.
Já o chefe do IBGE, Aldemir Freire, lamentou os números e explicou o impacto que eles produzem hoje no estado. “O Rio Grande do Norte vive uma longa crise do seu setor industrial, que vai muito além da conjuntura da recessão brasileira. O gráfico mostra que entre 2002 e 2014 a indústria de transformação cresceu apenas 0,3% ao ano. Já a extrativa encolheu a uma taxa de -2,8% ao ano. Nesse mesmo período as ‘atividades financeiras, seguros e serviços relacionados’ cresceu a 6,8% ao ano; o comércio a 6,1% a.a. e as atividades de ‘eletricidade, água, esgoto e gestão de resíduos’ cresceu a 5,1%; alojamento e alimentação a 5% a.a. No contexto do Nordeste o desempenho da indústria potiguar também ficou na lanterna. No caso da extrativa em função da grande queda da produção de petróleo e gás. Mas a crise da indústria local também é grave no segmento de transformação, que ficou estagnada de 2002 a 2014″.

Operação Vertente II começa a abastecer Jardim do Seridó a partir desta segunda (13)

O Governo do Rio Grande do Norte, através da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, iniciará o fornecimento de água em Jardim do Seridó a partir desta segunda-feira, dia 13 de novembro. O município entrou em colapso de abastecimento pela Companhia de Águas e Esgotos do RN (CAERN) e será atendido pela Operação Vertente II.
Oito caminhões-pipa irão distribuir cerca de 70 mil litros de água em cisternas espalhadas na cidade, onde moram 12.566 mil habitantes. Nesta segunda fase, a Vertente abastece 19 municípios diariamente.
Operação Vertente
A Operação Vertente faz parte do Plano Emergencial de Crise Hídrica do Governo do Estado, e tem recursos de R$ 12,7 milhões provenientes do Ministério da Integração Nacional. O propósito da operação é manter o abastecimento humano nas cidades em colapso declarado pela CAERN.

Gabarito oficial do ENEM 2017 será divulgado na quinta-feira

0
O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) será divulgado na próxima quinta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.
Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.
Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.
A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.
O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

Mulher é morta pelo marido e seu corpo é jogado dentro da fossa da casa onde morava

Por Paula Resende, G1 GO
O autônomo Lucas Dias Costas, de 19 anos, foi detido neste sábado (11) suspeito de matar a mulher, Letícia Helena Feitosa de Anicésio, da mesma idade, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A Polícia Civil o prendeu após encontrar o corpo da jovem dentro de uma fossa desativada no fundo da casa do casal. Em depoimento, ele confessou o crime.
“Ele alegou que ela o teria atacado, tentado golpeá-lo com uma faca de mesa. Ele deu um golpe mata leão, a imobilizou e a matou por asfixia. Depois, jogou dentro da fossa, jogou colchão, madeiras, querosene e ateou fogo. Após o fogo acabar, ele jogou os entulhos que havia no quintal e entupiu a fossa”, disse o delegado Vander Coelho ao G1.
Os policiais explicaram que Letícia Helena estava desaparecida desde o dia 31 de outubro. Quando familiares questionavam Lucas sobre onde a jovem estava, ele alegava que a havia deixado na rodoviária e não a viu mais.
Na madrugada deste sábado, os pais da vítima receberam uma denúncia anônima de que o corpo dela estava na fossa da residência do casal. Os parentes acionaram a Polícia Militar, que junto com voluntários e o Corpo de Bombeiros cavaram a fossa.

“A uma profundidade de um metro e meio, começaram a encontrar ossos, material genético. Como estava chovendo muito, suspendemos o trabalho, lacramos o ambiente e isolamos o local”, contou o delegado.

As equipes retomaram a escavação às 7h.
“Encontramos esqueleto humano, cabelos compridos e parte das vestes que ela utilizava e havia sido vista pela última vez, brincos característicos dela”, detalhou o delegado.
O delegado não tem dúvidas de que se trata do corpo de Letícia Helena. Porém, ainda não se pode afirmar oficialmente porque o autor carbonizou a vítima e ainda não há o resultado do exame de DNA ou a identificação pela arcada dentária.
Lucas Dias Costa confessa à polícia que matou a mulher e escondeu o corpo na fossa da casa (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Prisão

Familiares contaram aos policiais que o marido de Letícia Helena já havia feito ameaças à vítima. Além disso, eles receberam fotos de mensagens de celular que teriam sido enviadas por ele com uma confissão do crime.
Os investigadores iniciaram as buscas pelo marido da jovem e souberam que ele estava na casa da mãe, em Goianésia, cidade localizada a cerca de 140 km de Anápolis. Com o apoio da equipe da Polícia Civil local, eles o localizaram e prenderam.
Ao se preso, Lucas confessou o crime. Ele disse que tinha um casamento conturbado e com várias discussões ultimamente.
O filho do casal, de 1 ano e 11 meses, estava junto com o pai e foi deixado na residência da família dele. O delegado disse que acionará o Conselho Tutelar para tomar as devidas providências.
Lucas foi autuado em flagrante por ocultação de cadáver, que é um crime permanente. O delegado também o indiciará por feminicídio e solicitará ao Poder Judiciário a prisão preventiva do jovem. O rapaz está detido no Centro de Inserção Social de Anápolis.
Delegado não tem dúvida que o corpo encontrado em fossa é de Letícia Helena (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Quem terá a maior votação para deputado estadual: Dr. Tiago Almeida ou Francisco do PT?

O que tem em comum o professor Francisco Medeiros (PT) e o médico ortopedista Dr. Tiago Almeida (DEM)? Quase nada, se não fosse o fato de serem os dois políticos parelhenses que provavelmente disputarão nas Eleições 2018, uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
Francisco do PT já foi vereador por mais de um mandato e exerceu o cargo de prefeito em duas oportunidades, administrando assim, a terceira maior cidade do Seridó. A favor do petista, ainda conta a experiência de ter disputado uma eleição estadual (não foi eleito) e ser na ocasião, o deputado mais votado em Parelhas.
Enquanto isso, Dr. Tiago foi candidato a prefeito na última eleição municipal e por pouco não quebrou a força do sistema do bacurau, liderado pelo médico Dr. Antônio (PMDB), derrotando nas urnas o seu filho, Alexandre Petronilo (PMDB). Naquela eleição de 2016, o médico obteve mais de 7 mil votos, o que para muitos lhe credenciam a disputar uma vaga de deputado estadual.
O Blog Notícias do Pássaro, como sempre tem feito neste período, conversou nos últimos dias com pessoas influentes na política seridoense que garantem ser um “duelo de titãs” essa disputa a parte, porque tanto Francisco do PT, como Dr. Tiago Almeida terão apoios importantes nas suas possíveis campanhas.
No entanto, essas mesmas pessoas alertam que para um ou os dois obter êxito será preciso sair do âmbito municipal (Parelhas) e percorrer os quatro cantos do Rio Grande do Norte. Isso porque com o passar dos anos e o crescimento eleitoral das cidades que compõe a Grande Natal, o Seridó não tem mais forças suficientes para eleger tantos postulantes.

Sessão solene proposta por Vivaldo deverá reunir médicos 50 anos após formatura

O deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) reunirá a turma concluinte do curso de medicina formada pela UFRN no ano de 1967. A proposta foi apresenta no plenário da Assembleia Legislativa e acatada pelos parlamentares.
A sessão solene já tem data e foi definida, por uma comissão de médicos que estão organizando a cerimônia, para o dia 7 de dezembro. A turma deverá participar de uma missa seguida de almoço que acontecerá dia 10 de dezembro.
Vivaldo, que é pediatra, esteve reunido com outros dois membros da turma e traçaram algumas diretrizes, os médicos José Humberto (ortopedista) e Eduardo Afonso (psiquiatra).
Em 2017 a turma concluinte estará celebrando meio século de formatura. O momento está sendo aguardado por todos. “Será um momento de nos reencontrarmos e relembrarmos boas histórias”, garantiu o parlamentar.

Segurança pública do RN cancela paralisação após acordo para pagamento de salários atrasados

Do G1 RN – Os servidores da segurança pública do Rio Grande do Norte voltaram atrás e decidiram que não vão mais paralisar as atividades na segunda-feira (13). A decisão aconteceu depois de uma reunião na tarde desta sexta-feira (10) entre os representantes dos servidores e do governo do estado, com intermédio do Ministério Público. Em assembleia, já realizada no início da noite, as associações representativas dos oficiais, praças da PM e Corpo de Bombeiros legitimaram o pacto.
Os funcionários do Estado se mobilizaram nestes últimos dias em virtude dos atrasos salariais que estão acontecendo mês após mês no Rio Grande do Norte. De acordo com a Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ABM-RN), ficou decidido que os salários de outubro em atraso dos servidores da segurança pública, ativos e inativos, serão pagos até a próxima sexta (17).
O acordo foi confirmado pelo Gabinete Civil do Governo do RN. No Twitter oficial da pasta, foi publicada a seguinte postagem:

Pagamentos

Inicialmente, como forma de apaziguar a situação de atraso nos pagamentos, o Governo anunciou que os salários dos servidores ativos da segurança pública, mais os dos agentes penitenciários, cairiam na segunda (13), justamente no dia em que estava prevista a paralisação. Contudo, a categoria se mobilizou para conseguir que os aposentados e pensionistas também recebessem.

Após a reunião desta sexta (10), ficou definido que policiais civis, servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) e agentes penitenciários da ativa recebem na segunda (13). Os policiais militares e bombeiros da ativa e também os inativos recebem na sexta (17). Ao todo, segundo o MP, são R$ 58 milhões.

Os inativos do ITEP, da Polícia Civil e dos agentes penitenciários não receberão neste momento. Segundo o que explica o procurador-geral de Justiça, Eudo Leite, existe uma lei que proíbe que os militares da atida, aposentados e pensionistas recebam os salários em momentos diferentes.

Filha e assessores de Henrique Alves são indiciados por corrupção passiva, organização e associação criminosa

A Polícia Federal indiciou os assessores e a filha de Henrique Eduardo Alves na Operação Lavat. Aluízio Dutra, Herman Ledebour, Norton Domingues, José Geraldo, Paula Maria da Silva, Paulo José Rodrigues e Andressa Azambuja foram indiciados por associação criminosa, corrupção passiva e organização criminosa.
As tipificações foram as seguintes: por corrupção passiva e organização criminosa foram indiciado Aluizio Dutra, Norton Masera, Hermann Ledebour e José Geraldo Fonseca. Eles são acusados de participar do suposto esquema de desvios públicos cujo líder seria Henrique Alves.
Por associação criminosa foram indiciados a filha, Andressa, acusada de supostamente ocultar dinheiro de origem ilícita, Paulo José Rodrigues e Paula Maria da Silva, empregado de Alves e despachante de Aluízio, respectivamente.
Caberá agora ao Ministério Público Federal (MPF) decidir se denuncia o grupo. As penas para os crimes indicados variam de 4 a 12 anos de prisão.
*Do Blog do BG

Deputado Nelter Queiroz defende proposta de iniciativa do desembargador Cláudio Santos

Há quase dois meses, através de artigo publicado na versão impressa do Agora Jornal e no Portal Agora RN, o desembargador Cláudio Santos apontava que todas as providências a ser tomadas pelo Governo do Rio Grande do Norte para a geração de emprego e renda, passavam pela isenção real de tributos e abertura de linha de crédito.
Entre as principais sugestões defendidas pelo magistrado estão à isenção do ICMS sobre o consumo de energia elétrica, bem como para a aquisição de equipamentos e máquinas para utilização direta na produção; além da abertura de linha de financiamento pela Agência do Fomento do RN/BNDES, com prazo de pagamento de 5 a 10 anos, com 01 ano de carência.
Seguindo esta iniciativa, nesta quinta-feira, dia 9, o deputado estadual Nelter Queiroz entregou ao governador Robinson Faria um requerimento de sua autoria aprovado pela Assembleia Legislativa, sobre a isenção do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) pelos ceramistas potiguares no período de um ano.
CLIQUE AQUI para ler o artigo na íntegra.

Convenção que retirou Henrique do PMDB foi armação para tentar tirá-lo da prisão

Do Portal Agora RN – Em conversa interceptada pela Polícia Federal com autorização judicial, Andressa de Azambuja Alves Steinmann, filha de do ex-ministro do Turismo Henrique Alves (PMDB), diz que a convenção do último dia 20 de outubro, que passou a presidência do partido no Rio Grande do Norte de seu pai para o senador Garibaldi Alves (PMDB), era uma estratégia com o intuito de derrubar a prisão preventiva que mantém Henrique encarcerado na Academia de Polícia Militar do Rio Grande do Norte desde 6 de junho. De acordo com Andressa, como Henrique deixaria de ser presidente da sigla, não mais poderia ser acusado de exercer influência sobre os membros do PMDB, o que – em teoria – o livraria da cadeia.
Investigado por ter sido supostamente beneficiado por esquema de corrupção na Caixa Econômica Federal para a cobrança de propina na liberação de recursos do fundo de investimentos do FI-FGTS, Henrique teve uma conta bancária sua na Suíça movimentada com valores suspeitos. Na ligação interceptada entre Andressa e uma mulher não identificada, a filha do ex-presidente da Câmara dos Deputados se mostra confiante de que o pai é inocente acerca desta suspeita, o que deixaria sobrando apenas a acusação do exercício de influência dentro do PMDB.
“E agora uma notícia boa também… porque o motivo da prisão aqui do Babau… era que meu pai tinha influência no partido… só que dia 20 agora ele vai sair do PMDB, ele não vai ser mais nada, cargo nada, nada que (inaudível), entendeu? E aí… não vai ter o motivo da prisão, porque a prisão… era que ele influenciava, tinha influência, que ele num sei o quê… mas ele saindo, não sendo mais do PMDB, não sendo mais nada… não tem motivo para a prisão daqui, entendeu?”, diz Andressa na ligação interceptada às 19h24 do dia 18 de outubro, dois dias antes da convenção que retirou Henrique oficialmente da presidência do PMDB.
Banho frio, televisão e cabelo pintado
Ainda na conversa telefônica, Andressa conta à receptora da ligação como é o dia a dia de Henrique na prisão. O ex-ministro do Turismo tem seu cabelo pintado por uma moça chamada Rita, que também é responsável por fazer sua barba na cadeia. “Gordinho”, Henrique também conseguiu que um juiz deixasse ele ter acesso a uma televisão e visitações da própria Andressa aos sábados e domingos, das 13h às 17h. Do ponto de vista da filha de Henrique, as regalias são melhores que a de outros detentos em situação similar.
A filha de Henrique Alves, todavia, explica em sua conversa que a única reclamação que o pai vem tendo na prisão é a falta de um chuveiro elétrico que forneça água quente. A água fria do prédio tem deixado o ex-ministro irritado.
Investigações contra Henrique
Preso em 6 de junho, Henrique Alves é alvo da Polícia Federal e do Ministério Público, que investiga esquema de desvios de recursos e pagamento de propinas nas obras da Arena das Dunas, em Natal. A Justiça Federal do Distrito Federal também expediu pedido em que pede apuração de fraudes no Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS), das quais Henrique teria conexão. A prisão dele foi fruto da chamada “Operação Manus”.
No último 26 de outubro – oito dias após a ligação de Andressa, que tinha a esperança de que com a saída de Henrique do PMDB ele também sairia da cadeia -, assessores do ex-ministro foram presos em decorrência da Operação Lavat, que apura a denúncia de que Henrique, mesmo preso, estaria comandando pessoas a continuar lavando dinheiro e ocultando patrimônios.
Confira abaixo trecho da conversa interceptada pela Polícia Federal entre Andressa e uma mulher não identificada como divulgado pelo portal G1-RN.
MNI: E o resto, tá tudo bem?
ANDRESSA: Tá.. tá tudo caminhando, graças a Deus… falta paciência, né
MNI: É… haja paciência
ANDRESSA: Agora os HC’s já chegaram no STJ… só pautar agora o que faltar
MNI: Entendi
ANDRESSA: E agora uma notícia boa também… porque o motivo da prisão aqui do Babau… era que meu pai tinha influência no partido… só
que dia 20 agora ele vai sair do PMDB, ele não vai ser mais nada, cargo nada, nada que (inaudível), entendeu?
MNI: Entendi
ANDRESSA: E aí… não vai ter o motivo da prisão, porque a prisão… era que ele influenciava, tinha influência, que ele num sei o quê
MNI: Que pode continuar influenciando, né… que eles adoram falar isso
ANDRESSA: Pois é… mas ele saindo, não sendo mais do PMDB, não sendo mais nada… não tem motivo para a prisão daqui, entendeu?
MNI: Total
ANDRESSA: Aí…
MNI: Que bom, hein
ANDRESSA: É… e a convenção é dia 20… e a convenção é dia 20 agora, que é a convenção do PMDB… aí no caso vai tirar o nome dele de tudo, entendeu?
MNI: Entendi
ANDRESSA: Aí tirando… manda soltar para o advogado, faz menção na defesa… aí o julgamento no STJ deve ser lá pelo dia 31
MNI: Ai, que beleza
ANDRESSA: Aí vai pedir prisão domiciliar… Não importa
MNI: Ah, claro que não importa
ANDRESSA: Porque o motivo dele estar preso é a conta, que não é dele, que ele nunca recebeu nada… nem tem como receber… porque não foi ele… porque ele nunca mexeu… nunca movimentou… não tem cartão de (inaudível)… não tem nada… e a influência que ele exerce, não tem mais influência… saindo do partido, saindo de tudo… pronto, acabou
MNI: Entendi
ANDRESSA: O motivo de manter preso, entendeu?! Aí…
MNI: ah… tomara que dê certo
ANDRESSA: É… aí é dia 31… tomara mesmo… vamos ver
MNI: Rezo sempre
ANDRESSA: É… mas ele tá bem… assim… tá gordinho, a Rita tá cuidando dele… Pinta o cabelo, corta… não deixa a barba crescer… a única coisa que ele reclama é do banho gelado… não tem jeito
MNI: Banho gelado… ainda bem que ele não mora em Curitiba
ANDRESSA: O banho é gelado… coitado do Eduardo
MNI: Banho gelado… não tem jeito de esquentar um pouquinho… com aquele…
ANDRESSA: Não… não tem… não tem, mas assim… tem televisão… o juiz deixou ver televisão… eu vejo ele (inaudível)
MNI: Pelo menos ele fica a par das coisas, né?!
ANDRESSA: Não… o advogado vai lá todo dia, entendeu?
MNI: Sei
ANDRESSA: E eu vejo ele no final de semana… sábado e domingo de uma às cinco… Laurita veio na quarta-feira o dia inteiro… então… assim… comparado com os outros, entendeu? Tá até bom…
MNI: Ah… isso é verdade

Avô é acusado de estuprar neta de apenas 3 anos no Rio Grande do Norte

Um homem de 40 anos foi preso em Felipe Camarão, Zona Oeste da capital potiguar, na última quarta-feira, 08. Ele é acusado de estuprar a própria neta, de apenas 3 anos de idade.
De acordo com a mãe da criança, sua filha vinha reagindo de forma estranha na presença de homens adultos, demonstrando medo e chorando constantemente. A criança também reclamava sobre sentir dor e apresentava algumas lesões na região genital.
Ao recordar de uma situação de sua infância, onde a própria mãe da menina teria sido assediada por seu pai, surgiu a suspeita de que sua filha vinha sendo atormentada pelo homem. Segundo informações da mulher, que mora com sua mãe, as visitas ao avô eram constantes.
A criança foi levada a um posto de saúde, que orientou sua mãe a levá-la à delacia, onde seriam feitos exames de conjugação carnal para provar se houve ou não violência sexual.
O avô nega as acusações e os exames deram negativo. Por essa razão, o homem não pode ser detido e acabou sendo liberado pela polícia, que continuará investigando o caso e acompanhando a família da criança.

Homem é linchado até a morte após matar ex-namorada a facadas

0
O garçom José Francimildo de Araújo, 41, foi espancado até morte após assassinar a facadas a ex-namorada e ferir a amiga dela em um ponto de ônibus na região de Cangaíba, Zona Leste de São Paulo.
De acordo com testemunhas, o crime ocorreu por volta 18h40 quando a vítima, a estudante Elisabete Pinto de Oliveira, 33, esperava o transporte para a faculdade. Ela estava acompanhada da amiga Elenice Rosa de Souza, 43.
Elenice contou aos policiais que quando Araújo apareceu, Elisabete ficou visivelmente nervosa e tentou atravessar a rua, mas foi agarrada por ele, sendo arrastada de volta para o ponto. Araújo sacou, então, uma faca que carregava na cintura e passou a atacar a vítima na região do pescoço e peito.
A amiga tentou evitar a agressão, mas acabou ferida nos braços e perto do pescoço.
Populares que passavam pelo local viram a cena, tomaram a faca de Araújo e passaram, então, a agredi-lo a pauladas e pedradas na região da cabeça.
Quando o socorro chegou, tanto Araújo quando Elisabete estavam mortos. Os populares ameaçaram os enfermeiros e obrigaram que socorressem a moça. Elenice também foi levada para o hospital, onde ficou em observação, mas não corre risco de vida.
O pai de Elisabete, o motorista Carlos Francisco de Oliveira, 60, chegou ao ponto de ônibus, vindo do trabalho, no momento em que a filha estava sendo socorrida pela ambulância.
Ele contou aos policiais que a estudante teve um relacionamento amoroso com Araújo, “vizinho de parede”, por cerca de três anos. Havia cinco meses, porém, a moça terminou a namoro, mas o garçom aceitou e passou a persegui-la.
Em razão disso, Elisabete não mais saía de casa sozinha. A moça sentia-se ameaçada, mas não registrou boletim de ocorrência.
No momento que a polícia chegou, todos os agressores de Araújo já tinham deixado o local. O homicídio dele está sendo investigado será investigado pelo DHPP (departamento de homicídios).
*Com informações da Folhapress.

Raniere Barbosa retoma mandato de vereador: “Volto com equilíbrio e serenidade”

O vereador Raniere Barbosa (PDT) retornou, nesta quarta-feira (8), ao exercício do mandato parlamentar na Câmara Municipal de Natal após determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A decisão também determinou o retorno à Presidência da Casa, contudo, apenas no dia 22 de novembro.
Em seu primeiro discurso, Raniere destacou sua postura para os próximos dias mesmo diante do afastamento provocado desde julho. “Cumpri todas as decisões que me foram impostas, mesmo sabendo que, em muitas, fui penalizado e de forma injusta. Volto a esta Casa com equilíbrio, serenidade e com respeito todos os órgãos de controle. Temos o dever de buscar a nossa absolvição pela verdade”, disse.
O parlamentar também lembrou dos momentos difíceis que passou ao longo desses últimos meses, mas que teve o apoio de amigos e familiares, que o ajudaram a superá-los. “Não é fácil dizer o que passei. Construí um legado de trabalhar por Natal e pelo interesse comum. Por onde passei, deixei minha digital não por corrupção, mas sim por trabalho. Contudo, o que mais me chamou a atenção foi o quanto fui abraçado nas ruas de Natal”, contou.
ASSISTIR MATÉRIA DO BOM DIA RN CLIQUE AQUI.
Raniere Barbosa também adiantou como irá presidir a Câmara. Isso porque na mesma decisão que determinou o retorno ao mandato, o STJ determinou o retorno à Presidência no dia 22 de novembro. “Quero dizer a cada um dos natalenses que estamos aqui, os 29, para representar cada um que nos depositou o voto de confiança. Vamos resgatar a aproximação da população com esta Casa. Vamos resgatar a transparência que cada um dos natalenses exige de nós. Vou buscar a harmonia entre os poderes”, adiantou.
O vereador também destacou que em mais de 300 mil e-mails investigados e que em mais de 50 mil horas de ligações interceptadas não houve uma menção ao seu nome e adiantou que adotará uma postura de independência na votação. “Me sinto a vontade de dizer que sou independente, que votarei sempre a favor de Natal. Não votarei pelo partido político ou por corrente política favorável ou contrária. Votarei com base na minha posição”, garantiu.

Requerimento

O vereador também agradeceu ao vereador Cícero Martins (PTB) pelo requerimento apresentado à Mesa Diretora da Casa solicitando o retorno imediado do parlamentar ao exercício do mandato a partir do precedente simétrico aberto com base em decisões semelhantes de outros parlamentares do Congresso Nacional. Para Raniere, a iniciativa de Cícero foi uma forma de garantir a independência dos poderes. “Quero dizer a cada um de vocês (vereadores) que votaram favoráveis ao requerimento do vereador Cícero. Não era a volta de Raniere que estava em questão, mas sim a independência da Câmara Municipal de Natal”, analisou.

Apoio

Raniere foi recepcionado por todos os parlamentares e foi aplaudido por servidores da Casa. Durante a sessão, os vereadores Aroldo Alves (PSDB), Ana Paula (PSDC) e Dinarte Torres (PMB) externaram palavras de apoio pedetista. “Quero agradecer a todos que compõem esse Colegiado, por creditarem confiança à minha pessoa, por entenderem a importância da autonomia e da separação dos poderes, buscando harmonia e entendimento entre todos. Quero agradecer a todos que fizeram uma correte de oração e que nos deram apoio porque acreditavam ao nosso retorno do mandato a à presidência desta Casa”, completou.

Bandidos furtam armas e arrombam cofres de agência bancária na capital do Estado

A agência do Banco do Brasil da Avenida Jaguarari, que fica no bairro do Alecrim, na Zona Leste de Natal, foi arrombada. Os criminosos arrancaram fiações, desligaram os alarmes, furtaram armas dos vigilantes e ainda violaram cofres. O crime foi registrado nesta segunda (6), conforme registro do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP).
No relatório, além de descrever os danos causados pelos criminosos, o policial militar que foi ao local disse que a guarnição foi acionada e manteve contato com a gerência da agência, e que a Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado também esteve no banco para dar início às investigações.
De acordo com o delegado Odilon Teodósio, titular da DEICOR, foram levados três revólveres que estavam guardados em armários, e dois cofres foram violados. A quantia levada, no entanto, não foi revelada.
Sem comunicação
Ainda de acordo com o relatório, foi feita uma busca no banco de dados do CIOSP e verificou-se que uma ocorrência de alarme havia sido registrada para a agência da Jaguarari no final da manhã do domingo (5), mais precisamente às 11h54, na qual a central de monitoramento do Banco do Brasil, em Brasília, informara que estava sem contato com as imagens do banco e que o alarme também estava sem comunicação. Uma atendente da central, então, solicitou verificação. Uma viatura da PM foi enviada ao local, mas não foi constatado nenhuma alteração na área externa da agência.
46 crimes
Pelo menos 46 unidades bancárias foram alvo de bandidos este ano no Estado. Os crimes incluem ataques com explosivos, arrombamentos com uso de maçarico e até ações à mão armada.

STJ decide pela volta de Raniere Barbosa à Câmara Municipal de Natal

Do G1 RN – O vereador Raniere Barbosa (PDT), afastado da Câmara Municipal de Natal em julho passado, volta a exercer o cargo ainda nesta semana. Segundo o advogado de Raniere, Kennedy Diógenes, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu decisão favorável ao recurso impetrado pela defesa. De acordo com a decisão, Raniere Barbosa voltará também à presidência da Casa Legislativa da capital, porém no dia 22 de novembro.
Raniere é investigado por suspeitas de fraudes na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (SEMSUR). O caso é investigado pelo Ministério Público na Operação Cidade Luz. Em 24 de julho, a Justiça determinou a prisão de empresários e o afastamento do então presidente da Câmara Municipal.
Contudo, explica Kennedy Diógenes, a defesa alegou que não há confirmação de atos ilícitos por parte de Raniere Barbosa, e que a gestão dele à frente da SEMSUR nada tem a ver com o mandato de vereador, o que caracteriza o afastamento como constrangimento ilegal. O recurso foi negado em primeira instância no mês de agosto pelo Tribunal de Justiça do RN, entretanto, nesta terça-feira (7) o STJ acatou a tese.
O vereador agora aguarda a publicação do acórdão para o retorno imediato à CMN. Kennedy Diógenes diz que, segundo a decisão, o regresso à presidência da Câmara tem prazo mais demorado em virtude dos trâmites para a mudança de comando.

Cidade Luz

A Justiça determinou a prisão de empresários e o afastamento do presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa dentro da operação Cidade Luz, deflagrada na manhã da segunda-feira 24 de julho. Segundo o Ministério Púbico eles são suspeitos de desviarem R$ 22.030.046,06 da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (SEMSUR). Raniere foi secretário responsável pela pasta e deixou o cargo em 2014.

Segundo o MP, há indícios de que o montante seja decorrente de superfaturamento e pagamento de propina relativos a contratos firmados entre empresas e a SEMSUR para a prestação de serviços de manutenção e decoração do parque de iluminação pública da capital potiguar.

Na ocasião, Raniere Barbosa afirmou que recebeu a notícia da investigação com surpresa, uma vez que deixou a gestão da SEMSUR em 2014. Ele ainda declarou que estava colaborando com as investigações para provar que agiu com ‘probidade e lisura’ no período em que foi secretário.

Delator cita repasses a mais de 30 lideranças, a mando de Henrique Alves, em 2014 no RN

Apontado na Operação Manus como um dos operadores do ex-ministro Henrique Eduardo Alves, o empresário Fred Queiroz revelou em delação premiada junto ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público do RN que o apoio político de lideranças do interior e da capital à candidatura de Henrique ao Governo do Estado em 2014 foi garantido com recursos de origem ilícita provenientes de empreiteiras. Parte dos termos da colaboração de Fred foi divulgada neste domingo, 5, pelo Blog do BG.
De acordo com o delator, pelo menos 30 políticos receberam as verbas em troca de apoio político. A disponibilização dos recursos teria acontecido por meio de pagamentos em espécie, a maioria não apresentada na prestação de contas da campanha, ou via contratos com a empresa Prátika Locações, de origem ilícita. Na lista, estão prefeitos, vereadores e lideranças políticas regionais do Rio Grande do Norte.
Entre os agentes que teriam recebido os recursos, Fred citou, em um dos depoimentos da delação, o então prefeito de São Vicente, Josifran Lins de Medeiros. Ele foi preso pela Polícia Rodoviária Federal no dia 30 de setembro, às vésperas do primeiro turno da eleição, com R$ 27,5 mil em espécie e material de divulgação da campanha de Henrique Alves. Segundo Fred, o valor foi recebido pelo prefeito na casa da sogra de um dos assessores de Henrique, José Geraldo, por Benes Leocádio, então coordenador da campanha junto a lideranças do interior.
Além de Josifran, Fred apontou também como recebedores de quantias com origem ilícita os atuais prefeitos Felipe Muller (Caiçara do Rio do Vento), Severino Rodrigues (Monte Alegre), Ivete Matias (Brejinho) e Osivan Queiroz (Lagoa Salgada), além dos ex-prefeitos Fábio Marinho (Jandaíra), Zeca Pantaleão (Carnaúba dos Dantas), Flávio Azevedo (Nova Cruz), Nilton Figueiredo (Pau dos Ferros), Klaus Rêgo (Extremoz), Ivan Júnior (Assu), Flávio Veras (Macau), Amaro Saturnino (Maxaranguape) e Aníbal Pereira (São João do Sabugi).

Segundo Fred, as lideranças políticas listadas acima eram as que mais pressionavam por valores, mas havia outros beneficiários. Em Mossoró, por exemplo, os vereadores Alex Moacir, Genivan Vale e Isabel da Caixa, além do ex-vereador Lahyre Neto teriam recebido os recursos, mas as tratativas se deram com Aldo Fernandes, então coordenador da campanha em Mossoró. Outras lideranças da cidade, como Fafá Rosado, Larissa Rosado (deputada estadual) e Sandra Rosado (ex-deputada federal e atual vereadora de Mossoró), também receberam, segundo Fred Queiroz, verba para apoiarem Henrique, mas negociaram as quantias diretamente com o candidato.

Outras lideranças que teriam recebido recursos para apoiarem a candidatura de Henrique em 2014 aparecem em um dos anexos da delação. Nestes casos, contudo, diferentemente dos prefeitos, que pegaram verbas em espécie, o pagamento teria sido efetivado por meio de contratos com a Prátika Locações – que, desta forma, teria lavado dinheiro obtido ilicitamente. Há também discriminação detalhada dos valores repassados. Entre os recebedores, estão Alexandre Dantas Medeiros (R$ 13 mil), Ana Karla Cartaxo (R$ 18 mil), Cássio Cavalcante de Castro (R$ 10 mil), Clemenceau Alex (R$ 10 mil), Edmilson Inácio da Silva (R$ 10 mil), Ivonaldo Trajano de Medeiros (R$ 22,08 mil), Jerônimo da Câmara Ferreira de Melo (R$ 40 mil), Nélson Queiroz (R$ 23 mil), Raimundo Inácio Filho (R$ 30,3 mil), Robson de Araújo (atual prefeito de Caicó, R$ 20 mil), além de novamente Flávio Veras, ex-prefeito de Macau (R$ 15 mil).

Henrique Alves chora em depoimento e diz que terceiros movimentaram sua conta

0
O ex-presidente da Câmara e ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) chorou ao depor à Justiça nesta segunda-feira, 6, e reafirmou que uma conta na Suíça aberta por ele em 2008 foi movimentada por terceiros sem seu conhecimento.
Henrique é réu em ação na 10ª Vara Federal em Brasília, acusado de receber US$ 833 mil em 2011 em uma conta em um banco na Suíça. O dinheiro, de acordo com o Ministério Público, foi desviado do fundo de investimentos do FGTS, administrado pela Caixa.
Além de Alves, são réus na mesma ação o corretor de valores Lúcio Funaro, que se tornou delator, e o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) –que também depôs nesta segunda e negou ter recebido propina.
“Eu aguardei muito este momento para dizer: esta conta, nunca recebi sequer nenhuma referência, nenhuma extrato, nenhuma correspondência, nem a sua senha”, disse Alves ao juiz federal Vallisney Oliveira.
“Foi aí [após as investigações] que descobrimos um depósito em um ano, em outro ano. Completamente à minha revelia”, afirmou.
O ex-ministro chorou quando falou de sua família, especialmente de seu pai, e disse que era o único deputado na Câmara eleito pelo Rio Grande do Norte, um Estado pequeno e pouco representado. O juiz pediu que Alves se acalmasse e bebesse água. “Desculpa, é a emoção”, respondeu.
Em manifestação no processo, a defesa de Alves já havia confirmado que ele abriu a conta no exterior, mas desistiu de movimentá-la devido a questões burocráticas. O ex-ministro não disse quem teria movimentado a conta em seu lugar.
Em seguida, Alves foi indagado pelo procurador da República Anselmo Lopes, sobre suas relações com Cunha e Funaro, mas não quis responder às perguntas e ficou em silêncio.
*Folha de S. Paulo

Ministro do STJ libera visitas em presídios do Rio Grande do Norte

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Sérgio Luiz Kukina, concedeu liminar determinando a suspensão dos efeitos da decisão proferida pelo presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador Expedito Ferreira, que suspendia visitas nos presídios do Estado.
A liminar do ministro Sérgio Luiz Kukina corrobora com a decisão anterior ao do desembargador Expedito, que foi proferida pelo desembargador potiguar Cláudio Santos.

‘Vou trabalhar para repassar R$ 100 mi ao Estado’: Cláudio Santos tentou equacionar

Em agosto de 2016, ainda como presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Cláudio Santos tentou liberar R$ 100 milhões para os cofres do Executivo estadual. O Tribunal disponha em caixa de R$ 564 milhões.
“Estou anunciando, em primeira mão. Se Deus quiser e com a aprovação dos colegas desembargadores que são sensíveis a essa questão, vamos trabalhar agora para repassar pelo menos R$ 100 milhões ao Poder Executivo”.
Apesar do anúncio e da boa vontade do desembargador Cláudio Santos, a tão sonhada aprovação não aconteceu. Enquanto o TJ/RN tem caixa com saldo de fazer inveja, funcionários públicos do Estado estão com salários atrasados.

Acidente entre moto e caminhão mata garota de 14 anos em Jardim de Piranhas

Um acidente registrado na tarde desse domingo, 05 de novembro, na cidade de Jardim de Piranhas, Seridó do Rio Grande do Norte, ceifou a vida de uma garota de apenas 14 anos de idade. Com ela estavam o tio e esposa do tio.
O sinistro de trânsito se deu em via urbana matando a garota MARIA EDUARDA, que tinha 14 anos e fazia a oitava série na escola Walfredo Gurgel, naquele município. Eduarda residia no sítio Flores, município de Jardim de Piranhas.
Das informações, desencontradas, obtidas com exclusividade pelo Blog Jair Sampaio, dão conta que na moto em que Maria Eduarda estava outras duas pessoas ocupavam o veículo, sendo o seu tio e a esposa do seu tio, ainda sem os nomes.
O segundo veículo envolvido no trágico acidente é um caminhão. As duas outras vítimas (marido e mulher) que eram responsáveis pela carona da garota, foram socorridos para o hospital. Não há informações concretas sobre estado de saúde deles.

Do Blog Jair Sampaio

Taxista é morto a tiros em São Gonçalo do Amarante, RN

Do G1 RN – Um taxista foi assassinado a tiros no início da noite deste sábado (4) no bairro Jardim Lola, em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal. Segundo a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a vítima foi identificada como Erivanaldo Felipe de Paula, de 37 anos. Ninguém foi preso.
Ainda de acordo com a DHPP, o taxista foi encontrado morto, dentro do carro dele, por volta das 19h. O veículo estava estacionado na rua São José, próximo de uma clínica de pronto atendimento da Hapvida.
Testemunhas disseram ter visto um homem sair correndo logo após os disparos. A Polícia Militar foi chamada ao local do crime e fez buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito.
Apesar de a DHPP ter feito os primeiros procedimentos, o homicídio será investigado pela Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Em São Tomé, Garibaldi e Walter Alves participam de reunião do PMDB

O presidente estadual do PMDB, senador Garibaldi Alves Filho, e o deputado federal Walter Alves participaram, na noite de ontem (4), de uma reunião com lideranças políticas e população no município de São Tomé, a 110 quilômetros de Natal.
O evento, coordenado pelo ex-prefeito de São Tomé, Gutemberg Pereira, reuniu centenas de pessoas e contou ainda com a presença do deputado estadual Hermano Morais (PMDB), vereadores da cidade e ex-prefeito de Lagoa de Velhos, Dedé.
Durante a reunião, Walter Alves prestou contas do seu mandato e das ações que beneficiaram a população de São Tomé. “Esses encontros são importantes para que possamos mostrar o trabalho do nosso mandato e ouvir a população. Outras reuniões serão realizados pelo PMDB”, explicou Walter Alves.

Delator diz que Henrique Alves influenciou em execução de obra da Prefeitura do Natal

Do Portal Agora RN – As obras de enrocamento realizadas pela Prefeitura do Natal na Praia dos Artistas tiveram influência do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) para que pudessem ser iniciadas. A informação foi revelada no acordo de delação premiada que o ex-secretário de Obras de Natal, Fred Queiroz, firmou com o Ministério Público Federal e o MP/RN para ajudar nas investigações da ‘Operação Manus’.
Segundo Fred, que era secretário de Turismo na última gestão de Carlos Eduardo Alves (PDT) e no novo quadriênio havia assumido a pasta de Obras, Henrique utilizou de sua influência para conseguir liberação de R$ 1,5 milhão junto a Secretária de Governo da Presidência da República, já em 2017, quando não ocupava mais a função de ministro do Turismo.
Isso, inclusive, foi uma das situações que configuraram o ‘tráfico de influência’ do ex-deputado nos autos da Operação Lavat, desdobramento da Manus deflagrada nos últimos dias no RN. A injeção citada, no entanto, não foi a primeira do ex-ministro no tocante às obras de enrocamento da Praia dos Artistas, uma vez que, ainda segundo o delator, o peemedebista havia conseguido outros R$ 4 milhões quando ainda era o titular do MTur.
De acordo com Queiroz, a intenção que Henrique Alves tinha ao ajudar no andamento das obras de enrocamento era “apenas para obter apoio político e garantir sua base eleitoral em Natal”, levando a crer que o ex-ministro, apesar de todas as investigações que já sofria, ainda tinha a intenção de disputar as eleições do ano que vem, que definirão o nome do novo governador do Estado.
Fred foi preso pela Polícia Federal no mesmo dia em que Henrique (6 de junho), mas acabou sendo solto dias depois diante da sua resposta afirmativa para o acordo de colaboração premiada. Em documento vazado neste domingo, 5, o dono da Prátika Locações, empresa que prestou diversos serviços na campanha de Henrique em 2014, assina quatro termos de colaboração, além de também ter sido acompanhado pela sua esposa, Erika Nesi, e pelo seu filho, Matheus Nesi.