in , ,

Parnamirim,Hospital Maternidade Divino Amor inaugura nova ala de leitos nos próximos Dias

O Hospital Maternidade do Divino Amor vai inaugurar nos próximos dias uma nova ala que, depois de 6 meses de reforma, vai beneficiar as mamães e bebês parnamirinenses. Serão 20 leitos em enfermarias – alojamento conjunto – além da ampliação da terceira sala de cirurgia, todos numa ala inteira novinha em folha. De acordo com a direção da maternidade, as pacientes já devem ser transferidas para as novas instalações nos próximos dias.

A unidade é responsável pelos cuidados do pré-natal de alto risco, aconselhamento e planejamento familiar, e todas as triagens de exames neonatais, como os testes do pezinho, olhinho, orelhinha e coração, além de ser referência no acolhimento das vítimas femininas, de violência sexual.

Além da nova ala o Hospital Maternidade do Divino Amor ainda conta com mais uma reforma nos andares superiores, onde estão sendo executados serviços de ampliação das vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, Unidade Canguru com mais dez leitos e outros oito de alojamento conjunto.

Numa cidade com mais de 250.000 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Hospital Maternidade é uma instituição de vital importância e que segue em pleno crescimento. Além de já realizar cerca de 186 partos e 600 ultrassonografias (com cobertura 24h) por mês, a Divino Amor ainda realiza ecocardiogramas neonatais, tem laboratório próprio, também 24h, e de acordo com o Diretor-Geral dr. Deoclécio Marques, ainda pretende inaugurar, em breve, um anexo para vacinação.

Drª Mariana Limeira, Diretora Médica, conta que a maternidade realiza diversos serviços de excelência, que não são vistos em qualquer instituição especializada na área, mesmo as particulares, como o seguimento pediátrico (follow up) dos bebês com necessidade de acompanhamento até 2 anos, neuropediatra, oftalmologista, geneticista – para atuar na orientação e investigação de más formações, além de dois dentistas que cuidam da saúde bucal dos bebês e diagnóstico precoce para o atendimento de crianças especiais.

A maternidade conta com uma educadora física para auxiliar no processo de condução do trabalho de parto (humanização), infectologista para fazer o trabalho de prevenção às contaminações, além do banco de leite e da Casa da Mamãe Feliz, com mais 10 leitos para acomodar as mães que estão de alta mas seus bebês devem permanecer na maternidade. Essas instalações proporcionam a essas mães o acompanhamento seus filhos, com a estadia e alimentação por conta da maternidade. Dr Deoclécio Marques complementa que esse serviço funciona numa estrutura anexa, mas que há uma forte perspectiva da direção de trazer esse serviço para o interior da maternidade

Emendas de Ubaldo Fernandes beneficiarão delegacias de Tangará e das Rocas

Jardim do Seridó receberá encontro eleitoral com Cristiano Barros, Wlademir Capistrano e Salomão Alves