Presidente da Assembleia vai cobrar de Fátima Bezerra o que foi acertado.



A abertura da sessão desta quarta-feira (3) da Assembleia Legislativa começou com tom de cobrança. Deputados estaduais se pronunciaram com críticas, em especial ao secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, pelo não pagamento de emendas parlamentares que, segundo eles, estavam acordadas com o Poder Executivo.

O deputado Gustavo Carvalho afirmou que o “Governo não tem respeito com o que acertou com esta Casa [Legislativa]”. “Os deputados ficam sem resposta para os municípios do estado a respeito de emendas”, disse. “Não sei se o Governo está querendo me emparedar pelo fato de eu ser membro da CPI da Covid”, comentou.

Presidente da Assembleia também se manifestou

Ao ouvir as críticas dos colegas em plenário, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira, foi firme ao dizer que vai “cobrar o que foi acertado” pelo Governo com os deputados.

“Só se acerta o que se pode fazer. Se acertou, cumpra-se. Simples assim”, ressaltou o presidente da Assembleia. Ainda em sua fala, ele foi enfático: “o que acertamos, a gente cumpre”.