Presidente da Câmara de Ouro Branco se complica em ação penal eleitoral


O Presidente da Câmara de Ouro Branco, Vereador Josué Josedec, corre o risco de perder o mandato em uma ação penal eleitoral. O processo se arrasta desde 2017 na 23ª Zona Eleitoral, em Caicó, e tem número de Ação Penal nº 1-56.2017.6.20.0023.
A narrativa da denúncia ofertada pelo Ministério Público Eleitoral, com análise técnica feita pela Polícia Federal, sustenta a existência de crime eleitoral, com indícios suficientes de autoria, envolvendo fraude ou corrupção eleitoral. A pena, se chegar a ser julgado condenado, pode culminar na perda do cargo do vereador.
Embora citado, Dedé Moura não havia apresentado resposta à acusação, nem constituiu advogado, por isso foi nomeado um advogado público. Recentemente, o renomado advogado que defendeu a Prefeita Fátima Silva na AIJE de 2016 assumiu o caso. Os honorários podem não ser modestos, o que deve gerar dificuldades financeiras na campanha do vereador para 2020. Ele precisará conjugar esse processo com a campanha eleitoral, sem ter atuação marcante na Câmara, exceto algumas defesas premeditadas da gestão que deveria fiscalizar. A Eleição de 2020 deverá ser a mais disputada da história da cidade.

Fonte / Robson Pires.