PSG tira Di María de campo após sequestro na casa do jogador.



O argentino Di María teve sua casa invadida, hoje (14), enquanto participava da partida entre Paris Saint-Germain e Nantes pelo Campeonato Francês. Havia pessoas dentro da residência e, segundo informação do clube, trata-se de um “sequestro com violência”.

Di María foi informado do acontecimento durante o jogo e saiu do estádio às pressas. Ele foi substituído aos 16 minutos do segundo tempo e partiu diretamente ao vestiário.

Logo em seguida, o treinador Mauricio Pochettino o acompanhou para uma conversa juntamente com o diretor esportivo do clube, Leonardo. As câmeras de transmissão registraram o momento em que o técnico, cabisbaixo, voltou ao banco dois minutos depois do episódio.

A casa dos pais do zagueiro Marquinhos também foi assaltada durante o jogo do PSG. Os pais do brasileiro estavam no local e estão bem.

Outros jogadores também já foram vítima de invasões a suas casas. São os casos do zagueiro Thiago Silva, do centroavante Choupo Moting e do goleiro Sergio Rico.

Em campo, o PSG perdeu por 2 a 1 para o Nantes, de virada. Após Draxler abrir o placar para o time da capital, Kolo e Simon decretaram o triunfo dos anfitriões. O resultado deixou o PSG na vice-liderança do Francês, com 60 pontos, três atrás do Lille.

Após a partida, Pochettino admitiu que os acontecimentos com Di María afetaram o desempenho dos atletas em campo. “Não é uma desculpa, mas isso explica a queda da energia. Falamos com os jogadores, mas não sobre futebol. Teremos tempo para isso amanhã.”