Rebeca ganha ouro no salto e crava nome na história da ginástica do Brasil


Rebeca Andrade colocou mais uma vez seu nome na história do esporte brasileiro hoje (1) ao se tornar a quarta mulher a conquistar uma medalha de ouro em competições olímpicas individuais. A ginasta, que já havia ganhado a prata no individual geral, desta vez ganhou o ouro no salto sobre o cavalo nas Olimpíadas de Tóquio.

Na final do salto, diferente dos outros aparelhos, cada atleta se apresenta duas vezes, com saltos que necessariamente precisam ser diferentes. Rebeca foi a terceira a se apresentar e emplacou um 15.083, ficando em primeiro lugar. Mykayla Skinner, dos Estados Unidos, garantiu a prata, e Seojeong Yeo, da Coréia do Sul, foi bronze.

A prova não contou com Simone Biles, que havia passado para a final com a primeira colocação nas eliminatórias. A norte-americana, considerada a melhor ginasta do mundo, sentiu-se mal durante a apresentação no salto na final por equipes e, por segurança, pensando na sua segurança física e mental, retirou-se da competição.

Não se apresentou nos demais aparelhos na final por equipes e não competiu na final do individual geral, que define a ginasta mais completa. Sem ela, a vitória ficou com Sunisa Lee e a prata com Rebeca. Ontem (31) Biles anunciou que não competiria nas duas finais de hoje, no salto e nas barras assimétricas. Hoje (1), que também não participa do solo, amanhã (2). A dúvida é se ela compete nas barras assimétricas, terça (3), nesse que é seu aparelho mais fraco — ou menos forte.