in

Robinho acusado de estupro coletivo na Itália

Escutas telefônicas utilizadas na sentença de condenação em primeira instância pela justiça italiana do atacante Robinho, divulgadas nesta sexta-feira, 16, pelo ge.com, apontam a participação direta do jogador do Santos no caso de estupro coletivo a uma mulher albanesa na Itália, enquanto era atleta do Milan, em 22 de janeiro de 2013.

Robinho recorre em liberdade da condenação em 2017 a nove anos de prisão após investigação de caso ocorrido na casa noturna Sio Café, em Milão. A decisão ainda não é definitiva e passará por novas instâncias até a análise final do processo. Um novo julgamento irá ocorrer em dezembro.

Gusttavo Lima viveu affair com ex de Dudu enquanto estava com Andressa, diz colunista

Juventude inaugura comitê Ponto 45, em Caicó