in

Secretário de Fátima quer que CPI investigue Robinson e Rosalba; entenda


O secretário de Planejamento e Finanças do Governo do Estado, Aldemir Freire, sugeriu nesta quarta-feira (19) que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte abra uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar os motivos que levaram ao fechamento de leitos de UTI durante os governos Rosalba Ciarlini (2011-2014) e Robinson Faria (2015-2018) – que antecederam a administração da atual governadora, Fátima Bezerra (PT).

Além disso, defende Aldemir, a CPI precisa apurar a não aplicação de R$ 200 milhões, em valores corrigidos, na saúde estadual no último ano do governo Robinson Faria (2018).

A declaração, dada em entrevista ao programa “Repórter 98”, da 98 FM Natal, foi uma reação à articulação de deputados estaduais da oposição que querem abrir uma CPI na Assembleia para apurar possíveis irregularidades em contratos do governo Fátima durante a pandemia de Covid-19. O secretário afirmou que a atual gestão não tem “medo” de investigação, mas defendeu que a CPI abranja também governos anteriores.

“Vamos discutir CPI da saúde? ‘Tá’ certo. Então, vamos discutir uma CPI que vá discutir também o fechamento de leitos de UTI na gestão de Rosalba e na gestão de Robinson Faria. Vamos discutir por que a gestão anterior deixou de aplicar, em valores de hoje, mais de R$ 200 milhões em 2018. E (apurar) como esse fechamento de leitos de UTI e não aplicação de recursos comprometeu e exigiu que a gente investisse muito mais em saúde, porque a gente tinha uma saúde desestruturada”, declarou o secretário à 98 FM.

Fonte: Portal Grande Ponto

Câmara Municipal aprova título de Cidadão Extremozense para presidente Bolsonaro

Lula diz pela primeira vez que será candidato a presidente contra Bolsonaro