in

STF nega inclusão de policiais em grupo prioritário de vacinação contra a covid

Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, em sessão para julgar a liminar que pede o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara (Marcelo Camargo/Agência Brasil)



O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski negou pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para incluir policiais e integrantes da Força Nacional no grupo prioritário de vacinação contra a covid-19.

Na semana passada, a AGU requereu ao Supremo que policiais tivessem prioridade de imunização alegando “circunstância de vulnerabilidade dos profissionais de segurança pública e defesa social, bem como a essencialidade dos serviços por eles prestados”.

Lewandowski, no entanto, negou o pedido afirmando que não caberia ao STF determinar a ordem de prioridade dos grupos a serem vacinados.

“O atendimento da demanda exigiria a prévia identificação e quantificação das pessoas potencialmente atingidas pela medida, com o consequente estabelecimento de novas prioridades”, alegou o ministro.

Fonte: Portal Grande Ponto

Presidente Jair Bolsonaro confirma troca em seis ministérios

Após decreto, pedidos de leitos covid caem 39,5% no RN, segundo a Governadora