in

Supremo veta possibilidade de reeleição de Maia e Alcolumbre; julgamento ainda não foi finalizado e magistrados podem mudar seus votos


O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na noite deste domingo derrubar a permissão para que os atuais presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disputem a reeleição. A eleição da cúpula do Congresso está marcada para 1º de fevereiro de 2021.

Por 6 a 5, o STF decidiu não dar permissão para a reeleição de Alcolumbre. No caso de Maia, a derrota foi ainda maior: o placar foi de 7 a 4.Os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Luiz Fux votaram neste domingo contra a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara. Com os três últimos votos, o Supremo barrou a tese de reeleição no Congresso.

Namorado da mãe de Neymar diz ter sido esfaqueado em Cancún

Álvaro Dias reconhece 2ª onda da Covid-19 em Natal, pede rigor ao comércio, bares e restaurantes