in

Suspeita de integrar quadrilha, filha de Belo é solta após Justiça revogar prisão preventiva

A filha do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, deixou o Instituto Penal Santo Expedito, onde estava presa em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (08). Suspeita de integrar uma quadrilha de golpes eletrônicos, a jovem foi liberada após o Tribunal de Justiça do RJ decidir pela revogação da prisão preventiva de sete mulheres suspeitas de envolvimento no caso, inclusive a dela.

Em 11 de novembro, Isadora e outras 11 mulheres foram presas pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD). As mulheres que não foram liberadas estão em prisão domiciliar, porque são mães de crianças menores de 12 anos.

Apesar da revogação da prisão, a estudante de odontologia e as outras suspeitas de integrar o bando devem informar sobre a rotina para as autoridades, não podem manter contato com supostas vítimas do golpe e também não podem deixar as casas de noite ou nos dias de folga.

Em entrevista ao UOL, na época da prisão de Isadora, o cantor Belo disse que não sabia do possível envolvimento da filha com a quadrilha e afirmou que estava triste com a situação.

“Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, afirmou.

Após dengue, Leonardo testa positivo para Covid-19: ”Momento difícil”

Antes de roubar mais de cem mil reais em joias, assaltantes “levantaram” outros comércios; também no centro de Caicó