in

Técnica de Enfermagem dopava mulher de ex-prefeito para facilitar entrada de amante na casa do casal; trama aconteceu no interior do RN


Em Umarizal, interior Potiguar, um ex-prefeito mantém relacionamento extra conjugal com uma comerciante da cidade, e em meados de novembro de 2020 ele adoeceu de Covid-19, sendo transferido para Mossoró.

Para acompanhar o ex-prefeito de Umarizal foi levada uma técnica de enfermagem, também de Umarizal. A jovem tinha o dever profissional de acompanhar o doente porque lá o paciente passaria por intubação.

Com o agravamento da doença, o ex-prefeito foi para UTI, e lá permaneceu por vários dias com muitas complicações. Longe da família, ele era acompanhado pela técnica, que se tornou porta voz das notícias do enfermo. A mesma informava à amante a rotina clínica do político.

Internado no Hospital São Luís em Mossoró, o paciente recebia a amante sob a orientação e cuidados da técnica de enfermagem, que chegou a emprestar o seu próprio jaleco, EPI obrigatório em unidades de saúde, para a amante entrar disfarçada.

Dias depois o ex-prefeito recebeu alta e foi para Umarizal. Chegando lá, a técnica de enfermagem continuou com a mesma prática, desta feita facilitando a entrada da amante na casa do casal. Ela dopava a esposa do ex-prefeito, e quando a mesma adormecia a amante entrava na casa, isso depois de ser acionada pela técnica.

A ação foi descoberta pelo filho do político, que mora em frente da casa dos pais, e descobriu o que acontecia depois de passar dias observando a maldade que era cometida pelas duas, técnica e amante, tudo com o apoio do beneficiado, o ex-prefeito, que apoiava a ação das duas.

Com a descoberta, a técnica de enfermagem foi expulsa da casa pelos atos cometidos, e agora a família pede justiça para o caso, pelo sofrimento da esposa que sofre de depressão.

SEM CHANCES DE SUBIR PARA A SÉRIE A NEM DE CAIR PARA SÉRIE C FELIPÃO DEIXA O CRUZEIRO.

Violência : vereador é assassinado a tiros.