Técnico acusado de abusar de ginastas é suspenso e multado pelo STJD

Fernando de Carvalho Lopes é acusado de praticar uma série de abusos sexuais contra atletas da ginástica brasileira; caso ganhou repercussão em abril deste ano

O ex-técnico Fernando de Carvalho Lopes, acusado de uma série de abusos sexuais, teve seu primeiro julgamento na última sexta-feira (9) em Brasília que determinou uma suspensão de 1.440 dias em qualquer atividade relacionada à ginástica.

Fernando foi julgado pela Primeira Comissão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), que considerou que o treinador feriu cinco artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e além da suspensão deverá pagar uma multa de R$ 300 mil.

O júri foi composto por três auditores que tomaram as decisões de forma unânime.

O técnico, que não compareceu ao julgamento em primeira instância, ainda irá responder na Justiça pela acusação de molestar crianças, já que o STJD da ginástica atua apenas na esfera desportiva.

O caso ganhou repercussão após uma grande reportagem feita pela Globo e exibida pelo Fantástico em abril deste ano com depoimentos de ginastas e das famílias das vítimas.

As investigações seguem em sigilo no Ministério Público e na Delegacia da Mulher, do Adolescente e da Criança de São Bernardo do Campo, para preservar as vítimas.