in

Temer, FHC e Sarney são convidados por Doria para tomar CoronaVac em SP


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), convidou três ex-presidentes do Brasil para serem vacinados contra a covid-19 no estado.

Michel Temer (MDB, 2016-2018), Fernando Henrique Cardoso (PSDB, 1995-2002) e José Sarney (MDB, 1985-1990) foram chamados para tomar a CoronaVac no 1º dia de vacinação, prometido para 25 de janeiro. Seria uma forma de dar exemplo para a população e estimular a imunização. A informação foi divulgada pela revista Veja e confirmada pelo UOL.

RELACIONADAS

Covid-19: Obama, Bush e Clinton se oferecem para tomar vacina em público

Após 9 meses de pandemia, SP ainda tem discrepâncias em dados divulgados

Dois milhões de doses da CoronaVac chegam a São Paulo
Por causa da idade, os três ex-presidentes fazem parte do grupo de risco, que será vacinado na 1ª fase do PEI (Programa Estadual de Imunização). Temer tem 80 anos, FHC está com 89 e Sarney, com 90.

De acordo com a CNN Brasil, Doria disse que os três ex-presidentes já aceitaram tomar a CoronaVac em São Paulo, mas a informação não está confirmada oficialmente.

O UOL questionou ao governo do estado se os outros três ex-presidentes vivos – Fernando Collor de Mello (PROS, 1990-1992), Luiz Inácio Lula da Silva (PT, 2003-2010) e Dilma Rousseff (2011-2016) – também foram convidados, mas ainda não obteve retorno. Dos três, apenas Lula, com 75 anos, está no grupo de risco. Dilma tem 73, e Collor, 71.

Nos Estados Unidos, três ex-presidentes já afirmaram que aceitam participar da vacinação juntos, com o mesmo objetivo de reforçar a campanha. Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton afirmaram publicamente que aceitam tomar a vacina a Pfizer/Biontech, que começou a ser aplicada nesta semana.

Começou: Justiça suspende nomeação de 4 vereadores por candidatura laranja

Em Natal, Dr. Tadeu consegue garantia de inserir o CISCOM no Plano de Desenvolvimento Econômico Local