trágica morte causada por um sanduíche que fez multinacional mudar embalagens Em 2016

uma adolescente britânica morreu logo após comer uma baguete que continha sementes de gergelim na massa. Agora, o Reino Unido discute rever as leis de rotulagem do país, para que alergênicos sejam explicitados

Natasha Ednan-Laperouse consumiu, sem saber, um sanduíche que continha gergelim na massa
Natasha Ednan-Laperouse consumiu, sem saber, um sanduíche que continha gergelim na massa
PA
“Pai, me ajude. Não estou conseguindo respirar.”

Essas foram as últimas palavras de Natasha Ednan-Laperouse, uma adolescente britânica que sofreu uma reação alérgica mortal em um avião depois de comer o sanduíche que havia acabado de comprar no aeroporto de Heathrow, em Londres.

O ingrediente responsabilizado pela reação foram sementes de gergelim, que faziam parte da massa do pão e não eram visíveis.

A rede em que ela comprara o sanduíche é a multinacional Pret a Manger, que sob as regulações alimentares em vigor atualmente no Reino Unido não tem a obrigação de indicar os ingredientes de todos os lanches que vende.

A morte de Natasha ocorreu em 2016, mas suas causas só vieram a público recentemente, gerando forte comoção entre os britânicos – a ponto de a premiê Theresa May pedir uma revisão das leis de embalagem no Reino Unido e de a Pret a Manger anunciar, neste mês de outubro, que passaria a listar todos os ingredientes contidos em seus produtos, inclusive os alergênicos.

Fonte/R7