Vereador Hermes Câmara apresenta projeto de distribuição de absorventes higiênicos nas escolas e UBS de Natal




_Matéria do “Fantástico” abordou o tema neste domingo e destacou a evasão escolar que as mulheres sofrem por não ter acesso aos absorventes_

O vereador Hermes Câmara (PTB) protocolou um projeto de lei (PL) na Câmara Municipal de Natal que institui o Programa de Fornecimento de Absorventes Higiênicos (PFAH) nas escolas públicas e unidades básicas de saúde (UBS) da capital. O PL foi protocolado no início do mês de abril, e aguarda análise da Comissão de Justiça da Casa.

Neste domingo (02 de maio), o tema ganhou destaque nacional após exibição de matéria no “Fantástico”, da Rede Globo, que aborda as principais dificuldades das mulheres de baixa renda no acesso aos produtos de higiene que elas precisam utilizar no período da menstruação feminina, e as consequências da situação, especialmente infecções, agravando a saúde de diversas meninas e mulheres.

“A nossa intenção, com a criação do Programa de Fornecimento de Absorventes Higiênicos (PFAH), é garantir saúde e atenção à higiene das mulheres, jovens, meninas, enfim, do público feminino que enfrenta dificuldades na compra dos absorventes. Inclusive, o projeto busca a prevenção de riscos de doenças, bem como a evasão escolar”, afirma o vereador Hermes Câmara.

Segundo o vereador, em se tratando de estudantes do sexo feminino, a distribuição será realizada no âmbito das escolas da rede pública municipal, na qual se encontrem matriculadas. Já nos demais casos, a distribuição será realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) apontadas pelo poder executivo, sendo necessária a comprovação da hipossuficiência econômica.

“Esse projeto não trata apenas da distribuição de absorventes higiênicos para estudantes e mulheres carentes, mas sim de levar dignidade e esperança por um futuro mais justo e igualitário, portanto, não podemos cruzar os braços para essa triste realidade e permitir que problemas como a falta de materiais higiênicos como o absorvente íntimo, sejam fatores que desencorajem essas jovens de frequentarem as escolas, reduzindo as chances de um futuro melhor”, afirma Hermes Câmara.

Hermes considera ainda a importância que Natal poderá dar ao tema: “É uma questão de saúde pública. Nós podemos fazer nossa parte, no nível municipal, ajudando as meninas e mulheres que não possam comprar seus absorventes. Torcemos pelo avanço desse projeto na Câmara e sua aprovação, bem como que seja sancionado pela Prefeitura”, avalia Hermes.