in

Vivaldo apresenta Projeto de Lei que instituiu o Plano Estadual de Combate à Fome



_Parlamentar também protocolou proposta que estabelece Política de Educação Digital_

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) deu entrada em dois importantes Projetos de Lei, na sessão remota, desta quinta-feira (20), da Assembleia Legislativa. O primeiro deles estabelece a Política de Educação Digital – Cidadania Digital, nas escolas de ensino público. O segundo institui o Plano Estadual de Combate à Fome nos períodos de férias escolares ou suspensão de aulas de crianças, adolescentes e jovens matriculados nas escolas da rede pública estadual de ensino.

De acordo com Vivaldo, com a globalização, a internet virou uma necessidade, neste sentido o Projeto de Lei objetiva criar um ambiente virtual saudável, bem como promover ações de alfabetização digital que incentivem o uso consciente da internet e das redes sociais, no Estado do Rio Grande do Norte. A Política de Educação Digital nas Escolas, Cidadania Digital, busca garantir à criança e ao adolescente a utilização segura da tecnologia, a favor dos interesses sociais e do conhecimento. A proposta será encaminhada para apreciação das comissões.

No Projeto que disciplina o Plano Estadual de Combate à Fome nos períodos de férias escolares ou durante o período de suspensão de aulas, trata da oportunidade do estudante ao direito à alimentação escolar. Alguns critérios precisam ser seguidos para o estudante ser enquadrado na proposta. O projeto de Vivaldo deverá seguir para apreciação dos deputados.

*Defesa aos produtores rurais do Seridó*

Ainda durante a sessão, o deputado Vivaldo Costa chamou a atenção para a situação dos produtores rurais do Seridó. “O sertanejo tem uma luta obstinada para conseguir se manter e oferecer o padrão de qualidade reconhecido. O queijo de manteiga de Caicó, por exemplo, é considerado um dos melhores do País. Mas eles enfrentam muitas dificuldades na sua produção, como o baixo preço do leite e agora uma praga que vem destruindo a plantação de sorgo em poucos dias”, alertou.

O deputado fez um apelo para que os segmentos empresariais e governamentais se unam para se chegar a uma solução. “A gente começa a se preocupar porque esse problema está existindo e pode acontecer o mesmo que aconteceu com o algodão, dizimado pela praga do bicudo”, disse o parlamentar.

Vivaldo enalteceu a capacidade de trabalho do sertanejo. “O Seridó é uma bacia leiteira, encravada no sertão, onde chove pouco, mas mesmo assim o sertanejo, na sua capacidade, descobriu uma maneira eficiente de transformar uma região seca numa região produtiva, cultivando, plantando, construindo açude, fazendo irrigações e assim conseguiu transformar a região na maior bacia leiteira do RN”, finalizou.

Vexame nacional’, diz Bolsonaro sobre CPI

Violência:Adolescente de 16 anos é morto a tiros em Mossoró