Desembargador do TJ/RN, Cláudio Santos - Foto: Divulgação
Em agosto de 2016, ainda como presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Cláudio Santos tentou liberar R$ 100 milhões para os cofres do Executivo estadual. O Tribunal disponha em caixa de R$ 564 milhões.
“Estou anunciando, em primeira mão. Se Deus quiser e com a aprovação dos colegas desembargadores que são sensíveis a essa questão, vamos trabalhar agora para repassar pelo menos R$ 100 milhões ao Poder Executivo”.
Apesar do anúncio e da boa vontade do desembargador Cláudio Santos, a tão sonhada aprovação não aconteceu. Enquanto o TJ/RN tem caixa com saldo de fazer inveja, funcionários públicos do Estado estão com salários atrasados.