Yudi diz que vai se dedicar à Deus após ‘abuso de bebidas alcoólicas’

Agora, o ex-apresentador disse ter sido convertido pela igreja evangélica — Foto: © Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Convidado do programa Superpop, Yudi Tamashiro, 27, revelou em conversa com a apresentadora Luciana Gimenez, 50, que chegou ao extremo com o abuso de bebidas alcoólicas e festas, na época em que comandava o programa infantil.

“Cheguei no nível em que eu chamava o desenho e saía correndo pra vomitar. Vi a minha vida indo pro ralo. (…) Ficava três dias virado direto, e sem droga, era só bebida. Melhorava e ia de novo. Eu sem dormir, e a gente saía de novo”, confessou ao vivo.

Agora convertido pela igreja evangélica, o artista contou que está mais maduro e costuma falar abertamente sobre sua história para outros jovens, como uma forma de conscientização. “Não me arrependo. Tudo o que vivi foi um forte testemunho e tudo o que passei serviu de exemplo para outros jovens.”

Investindo na carreira musical desde 2012, quando lançou o álbum de estúdio “E Aí, Conectou?”, Yudi já passou por diferentes estilos, como sertanejo, pagode, pop, e agora disse que pretende se afastar para se dedicar a religião. Mas essa iniciativa só veio após ele sofrer um problema no nervo ciático, e ficar três dias de cama. “Comecei a me lembrar de coisas que me faziam bem, como pagode, e disse à minha mãe que quando saísse da cama iria evangelizar em lugares que ninguém nunca evangelizou.”

Focado em sua fé, o ex-apresentador diz que foi escolhido por Deus para propagar a religião. “A partir de hoje não canto mais pagode, abro mão da minha carreira”, disse. “Vou partir na minha missão, porque a gente não escolhe isso. Se Deus me escolheu, e tocou o meu coração para isso, a única coisa que eu tenho que fazer é agradecer e marchar.”